Bem-Vindo ao nosso Portal

O profissional de Secretariado Executivo deve possuir uma visão macro da realidade e estar inserido nos avanços da tecnologia, do gerenciamento das informações, da comunicação empresarial e dos processos administrativos.

Ele administra de forma adjunta e é o agente executor mais próximo do centro de deliberações do processo decisório. É um profissional que atua nos mercados nacional e internacional como facilitador da ação administrativa nas organizações.

2leep.com

quarta-feira, 28 de março de 2012

Amor sem escalas

Ryan Bingham (George Clooney) tem por função demitir pessoas. Por estar acostumado com o desespero e a angústia alheios, ele mesmo se tornou uma pessoa fria. Além disto, Ryan adora seu trabalho. Ele sempre usa um terno e carrega uma maleta, viajando para diversos cantos do país. Até que seu chefe contrata a arrogante Natalie Keener (Anna Kendrick), que desenvolveu um sistema de videoconferência onde as pessoas poderão ser demitidas sem que seja necessário deixar o escritório. Este sistema, caso seja implementado, põe em risco o emprego de Ryan. Ele passa então a tentar convencê-la do erro que é sua implementação, viajando com Anna para mostrar a realidade de seu trabalho.

domingo, 25 de março de 2012

Consultoria classificações firmes 2012: Melhor para Trabalhar

  Quais são as melhores empresas para se trabalhar? Para alguns, esta é uma consideração muito mais importante do que prestígio. Para determinar os nossos melhores 20 empresas, analisamos a nossa lista inicial de 85 empresas que utilizam uma fórmula que ponderadas as categorias mais relevantes para uma qualidade geral do ranking de vida. Pontuação geral de cada empresa foi calculado através da seguinte fórmula:
  • 20 por cento de satisfação global
  • 15 por cento de compensação
  • 15 por cento equilíbrio trabalho / vida
  • 10 horas por cento no escritório
  • 10 viagens por cento requisitos
  • 5 por cento visão global de negócios
  • 5 por cento treinamento formal
  • 5 por cento interação com os clientes
  • 5 por cento relações com os supervisores
  • 5 por cento cultura da empresa
  • 5 por cento diversidade geral
Como nossos Top 50 rankings, o nosso melhor 20 deve refletir a opinião subjetiva de consultores. Por sua natureza, a lista é baseada sobre as percepções dos insiders-alguns dos quais podem ser tendencioso em favor (ou contra) a sua empresa.
www.vault.com 

Mercantil Bom Preço Redegol Supermercados - Mais novo cliente

O Mercantil Bom Preço, uma das empresas do empresário Adalberto Brito, que tem hoje gestão dos seus filhos Alexandre Magno e Adalberto Júnior, da Cidade de Pendências RN, participante da REDEGOL Supermercados - acaba de formalizar uma grande parceria conosco.

Para nós da ÍNDICE CONSULTORIA EMPRESARIAL é um prazer e uma honra adicioná-los a nossa sempre crescente carteira de clientes.
O projeto será executado diretamente pelo Consultor Ricardo Pinto.



http://www.indiceconsultoria.com.br

SECRETÁRIO COMO PRESTADOR DE SERVIÇOS

Na velocidade da globalização vê-se uma mudança no mercado de trabalho algumas se reinventam e outras quase se instiguem. A do secretariado é uma das que promovem novas oportunidades de  mercado como a da prestação de serviço secretarial e da consultoria. Uma das alternativas de médias e pequenas empresas é contratar os serviços terceirizados de processos secretariais do que contratar serviços fixos. E o ramo da consultoria pois existem várias  oportunidades aonde o serviço de consultoria pode ser contrato. Diante da pesquisa apresentada no artigo, muitas pessoas ainda não conhecem a verdadeira definição de consultoria e nem o que seria na prática essa terceirização, talvez porque seja uma tendência e não uma realidade.

PERSPECTIVA DO PROFISSIONAL DE SEB

Antes de secretariado executivo era visto como auxiliar, assistente sempre na segunda parte, hoje se vem mudando esse conceito ao ver a  atuação dos secretários ao longo do tempo com atribuições capazes de conquistar cargos de liderança eficazmente.  As atribuições da profissão exigem tem chamado atenção dos empresários para a capacidade que os secretários demostram em sua atuação. E o secretário executivo sempre está na sempre atualizado nos avanços e isso exige uma disciplina para que a participação nos processos possa ser correta e todas essas exigências mostra que um líder é cultivado principalmente pelas experiências adquiridas nas organizações em que passam; e com isso foram quebrados vários tabus aonde o secretário era visto antes somente como coparticipante e não peça fundamental apontando direções  para as organizações.

RESUMO ARTIGO: O PROFISSIONAL DE SECRETARIADO COMO GESTOR DE ESTRATÉGICO.


 O  artigo fala sobre a competividade do mercado e mais especificamente a do Secretariado Executivo Bilíngue.  Aborda sobre as exigências do mercado principalmente na área de SEB aonde se cobra versatilidade tanto usar recursos técnicos quanto recursos pessoas. Tanto conhecimento tecnológico como gestão de pessoas de todos os níveis.
E ele dá uma dica para os profissionais: o constante estudo para estar sempre atualizado no seu contexto e quanto mais conhecimento sobre os recursos possíveis o profissional pode usar mais fundamento fica a sua atuação e mais é cobrado do mesmo.
Pela história do Secretariado podemos ver que o mercado cada vez exige mais de nós naquilo que se refere aos pilares da profissão: assessoria, empreendedorismo, consultoria e gestão. Assim o perfil que as empresas procuram são aqueles que exploram seu recursos tanto em tomada de decisões, gerenciamento de informações quanto a lidar com pessoa de todos os  níveis hierárquicos.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Kinky Boots - Fábrica de Sonhos





Baseada em uma hilariante história real, Kinky Boots - Fábrica de Sonhos é a nova e deliciosa comédia do mesmo time que os trouxe Garotas do Calendário. Há décadas, a familia Price é especialista em fazer sapatos masculinos tradicionais. Mas para salvar o negócio que está a beira da falência, Charlie recorre a um inusitado consultor criativo: um transformista cantor de cabaré. Com um estilo de extravagante e os mais loucos designs, ele vai transformar a velha loja de sapatos na nova sensação da cidade. Engraçado e original, Kinky Boots - Fábrica de Sonhos é a prova de que quem não arrisca não petisca. 

FALA SÉRIO!!!!!

Mercado de consultoria está em ascensão e abre espaço para novos profissionais



Toda empresa quer ter um modelo de gestão eficiente, que ajude a tomada correta de decisões e, consequentemente, o alcance das metas planejadas. Nesse sentido, e diante de um mercado cada vez mais competitivo, muitas empresas estão procurando o apoio de profissionais especializados, os consultores, capacitados para ajudar na melhoria dos negócios.
  De acordo com Ana Carolina Verdi Braga, diretora do Cegente (escola especializada na formação de consultores em gestão estratégica de negócios e treinamento empresarial), o consultor diagnostica e formula soluções para problemas empresariais, que podem ter origem em qualquer área da empresa.
 "Esses profissionais conseguem trazem resultados rapidamente para empresa, com a aplicação de metas objetivas", afirma Ana Carolina. E a executiva complementa, dizendo, ainda, que "os consultores, em primeiro lugar, levam para empresas conhecimentos específicos de áreas e ajudam na elaboração de projetos, além de ajudarem a apagar incêndios em momentos de crise".
 E engana-se quem pensa que contar com o trabalho de um consultor é exclusividade de grandes empreendimentos. As pequenas e médias empresas, cada vez mais, estão contratando consultores para orientar e melhor dinamizar seus serviços.
 Mercado em ascensão
 Ana Carolina revela, ainda, que o mercado, para quem opta seguir pela carreira de consultor, está crescendo aceleradamente. "O mercado de trabalho para consultor está muito aquecido. As empresas estão percebendo que uma das soluções para a redução de custos é contratar esses consultores temporários, em vez de efetivar profissionais em longo prazo", ressalta a diretora do Cegente.

Fonte: http://www.artigonal.com/carreira-artigos/mercado-de-consultoria-esta-em-ascensao-e-abre-espaco-para-novos-profissionais-3293087.html

Mercado de Consultoria em Crescimento




Algumas empresas não estão qualificadas para enfrentar um mercado agressivo. Mas também não têm tempo para esperar que seus profissionais se qualifiquem. É em situações como essa que o Consultor de Empresas encontra um vasto campo de trabalho.

A forte expansão na economia brasileira está criando oportunidades para empresas que tenham pessoal preparado para enfrentar um mercado agressivo e tenham implantado modelos modernos de gestão e de tomada de decisões. Um grande número de empresas não estão qualificadas a participar deste processo mas também não têm tempo para esperar que seus profissionais se qualifiquem. É em situações como essa que o Consultor de Empresas encontra um  vasto campo de trabalho. O Consultor é o profissional que diagnostica e formula soluções para problemas empresariais, que podem ter origem em qualquer área da empresa, seja ela de caráter eminentemente técnico ou operacional e administrativo. Estando a par de modelos consagrados de análise e de gestão e em consonância com as prioridades estabelecidas pelo mercado, o Consultor pode ajudar estas empresas a se posicionarem adequadamente frente à concorrência e, com isso, participarem do processo de desenvolvimento e expansão que a economia está oferecendo.

 

Consultoria Empresarial Prepara para os Desafios Futuros



Sua empresa está preparada para crescer?

A atuação de consultores especializados em gestão e reestruturação é cada vez mais comum nas empresas. Com o passar dos anos toda instituição vai adquirindo “vícios”, acumulando falhas administrativas ou de gerenciamento.

Falta de planejamento ou crescimento inesperado são alguns fatores que exigem um novo pensar, uma nova postura empresarial. O crescimento pede investimento e é nessa hora que muitos empresários começam a fazer dívidas, adquirir bens e sem perceber, começam a se afastar de seus negócios. Parentes são chamados a ajudar, muitas vezes para resolver problemas familiares dentro da empresa!

Mesmo sem conhecer a fundo todos os tipos de negócios, os consultores entendem muito sobre gestão e pessoas. Amparados pelas técnicas de consultoria e comportamento eles são capazes de trazer de volta o gás que o empresário tinha no início de seu negócio.

Os empresários conhecem tudo sobre a sua área de atuação, sabem como produzir, vender, administrar, mas muitos já não têm mais paciência em lidar com os problemas do dia a dia da empresa como relacionamento entre funcionários, mudanças de mercado e falta de recursos. Uma análise mais profunda vai mostrar que o empresário se dedicou muito ao operacional, acabou contratando as pessoas erradas e deixou de focar 100% em seu negócio.

O trabalho de consultoria tem a duração de 18 a 24 meses. É durante este prazo que os consultores farão o empresário voltar a sentir gosto pelo seu negócio. Juntos, consultores e empresário elaboram uma nova filosofia para a empresa, os funcionários que não se encaixam nos novos parâmetros são demitidos. Novos são contratados. A empresa adquire uma nova cara, um novo estado de espírito. O faturamento aumenta e o empresário passa a ter uma nova visão de mercado.

Alguns empresários optam por convidar sócios para dividir o fardo da empresa que coleciona problemas. Este é um dos maiores erros administrativos. Os consultores durante o período contratado atuam como “sócios” da empresa, ajudando a colocar os setores nos eixos, dividindo as tristezas e as alegrias das conquistas empresarias, apoiando tecnicamente e emocionalmente. No final do contrato, o empresário recebe uma nova empresa, de gás renovado e preparada para os desafios futuros. 

Senso de oportunidade




Enxergar uma oportunidade num mercado pouco explorado é, sem dúvida, uma das grandes características de um empreendedor. Uma pessoa comum pode até ver a oportunidade, mas tem medo de assumir os riscos para concretizá-la. Com oito anos de experiência em contabilidade e auditoria, Márcio Bonagura, com então 22 anos, percebeu que as pequenas empresas não tinham acesso à informação qualificada nesta área, e que ali existia um grande mercado em potencial.

Em 1996, abriu seu escritório em casa e foi atrás de pequenos estabelecimentos como bares e padarias oferecendo como diferencial o preço. “A minha grande barreira nesta época era a credibilidade, já que era muito novo, não tinha dinheiro para investir, e ainda enfrentava a concorrência desleal de escritórios informais”, conta Márcio.

Apesar das dificuldades, conseguiu comprar uma carteira de clientes e com isso cresceu. Hoje, a Bonagura Consultoria Empresarial tem 300 funcionários e atua na terceirização das atividades de tesouraria, controladoria, planejamento, recursos humanos e tecnologia da informação. Márcio é um dos mais novos empreendedores apoiados pelo Endeavor, entrou em setembro de 2003. “O apoio de uma entidade tem um valor fundamental, pois ela é capaz de ter um senso crítico em relação a seu negócio que você, com seu paternalismo, não é capaz de ter”, aponta. “Além disso, você tem a vantagem de ter com quem conversar para trocar experiências, dúvidas e ouvir críticas”.


quinta-feira, 15 de março de 2012

Algumas Histórias de Sucesso: Consultoria Empresarial

Algumas histórias de sucesso da empresa FAL Consultoria










Empresa de Ar CondicionadoEm 2007, aceitamos o desafio de estruturar uma micro empresa especializada na instalação e manutenção de equipamentos de ar condicionado a concorrer no mercado de São Paulo com as grandes empresas do setor. Em 1 ano de atuação crescemos 458% e hoje essa empresa tem em sua carteira empresas como RenaultCitroënBanco do BrasilLojas AmericanasLojas Marabraz, entre outras.




Clínica para Tratamento de Dependentes QuímicosEm 2008, fomos procurados por um empresário dono de uma clínica que trata de dependentes químicos em Atibaia/SP. Na ocasião a ocupação era de 17 pacientes, após 20 meses de trabalho, reposicionamos a empresa encerrando nossa atuação com 95 pacientes internados e um salto nas receitas na ordem de 929%. Tornando a instituição referência nacional, inclusive como pauta de programa exibido na TV Globo em 2009.


Locadora de Andaimes e Balancins
Paralelamente ao projeto da clínica para dependentes, iniciamos em uma empresa com 38 anos de existência e com larga experiência no mercado de Locação de Andaimes e Balancins. Voltado ao mercado de construção civil, o principal foco era crescimento demarketshare e seleção de um gestor para o negócio já que o fundador, ainda na ativa, tem 83 anos. Após processo de seleção e treinamento preparamos esse gestor e elevamos o faturamento em 130%.




Fonte:www.falconsultoria.com.br

Filme Colateral


Max (Jamie Foxx) trabalha como motorista de táxi há 12 anos, já tendo levado os mais diversos passageiros a todos os locais de Los Angeles. Porém, em uma noite aparentemente tranquila, ele encontra Vincent (Tom Cruise), um homem que pega o táxi como se fosse um passageiro qualquer. Porém Vincent é um assassino de aluguel, que está na cidade para completar o plano de um cartel do narcotráfico, que está prestes a ser condenado por um júri federal. Vincent precisa matar 5 testemunhas-chave do processo e conta com Max para fugir da polícia local e do FBI, logo após cometer os assassinatos. Obrigado a seguir as ordens de Vincent, Max precisa ainda lidar com a possibilidade de ser morto por seu passageiro a qualquer momento, já que Vincent pode usá-lo para proteção pessoal.




O Consultor e o mercado de trabalho: 17 erros que você não pode cometer como Consultor


Você já trabalhou ou trabalha como consultor? Tudo bem, pretende trabalhar algum dia? Compilamos 17 comportamentos de consultores que marcam bastante o profissional, a ponto do cliente dizer “manda qualquer um pra cá, menos ele(a)!”… aí meu amigo, sua competência técnica não poderá salvar seu pescoço desta vez. Em minha vivência como consultor cometi alguns desses erros, os quais você acaba corrigindo quando vê outros cometê-los ou mesmo através da ajuda de um amigo.

 Veja se você reconhece alguns deles:

 

1 - Chega atrasado no cliente

Não respeita horário, sempre tem um culpado para seus atrasos: uma hora é o trânsito, já adoeceu a familia inteira e matou uns 10 parentes. Alguns inclusive já morreram mais de uma vez…

2 - Se veste inapropriadamente

Vai vestido estilo “muleke”, a cara parecendo um mostruário de piercing e outros artefatos da moda..nada contra mas atente-se a cultura do cliente que você está visitando, para não perder a credibilidade.

3 - Nunca sabe o nome de ninguém, nem o cargo

Chama todo mundo de “ô, psiu”, não valoriza um contato mais pessoal com o cliente.
4 - Fala gírias com todo mundo

“É nóis, tá ligado!” e por aí vai: se dá pra fazer isso? “é sussa (tradução: sossegado)”!
5 - Fala tecniquês. Embromation

O cliente pergunta o porque a pendência ainda não foi resolvida. O consultor faz questão de utilizar termos tecnicos deixando o cliente com cara de paisagem, e obviamente sabendo que foi enrolado. E se o cliente insistir, reponde com cara de indignação e tom de “cara, que pergunta idiota”.

6 - Seca a mulherada(ou a rapaziada), se acha o tal

Não respeita as pessoas no cliente, fica flertando com a mulherada sem o mínimo pudor, se achando o tal.
7 - Está sempre por fora do assunto

O consultor sabe pelo cliente que houve alteração no sistema, lançamento de nova versão, novas funcionalidades, etc…

8 - Não retorna ligações e recados

Deixar recado pra ele é pura perda de tempo, não faz a mínima questão de manter sua reputação perante o cliente. O cliente então já nem liga mais pra ele, liga para o chefe dele para que repasse o recado.

9 - Não cumpre prazos de entrega

O prazo dado pelo consultor ao cliente é sem análise alguma, puro chutômetro, desconsiderando outros projetos em paralelo. o resultado é esse: prazo pra inglês ver.

10 - Não se toca, é desligado

Se intromete em conversa alheia, brinca fora de hora, fala alto incomodando outros além de falar demais durante o trabalho. Utiliza equipamento dos outros sem pedir permissão antes, e por aí vai.

11 - Abusa dos recursos do cliente

Abusa da internet disponibilizada pelo cliente, impressora para coisas particulares, distribui o telefone do cliente pra “galera” ficar ligando e batendo papo. E com a maior cara de pau, utiliza o tempo no cliente para resolver problema de outro cliente…e acha que ninguém está vendo.

12 - Tudo dá pra fazer, ele é o cara!

Assume compromisso com o cliente sem levar em conta o cronograma do e nem se essa mudança está contemplada no projeto, causando um sério prejuizo para a consultoria, tanto financeiro quanto de imagem, além da insatisfação para o cliente.

13 - Reclama de sua consultoria com o cliente

A consultoria dele tem milhares de problemas (atraso de salário, ambiente de trabalho ruim, carga excessiva de trabalho, etc), e o consultor fica choramingando com o cliente, como se isso fosse problema dele.

14 - Vive repassando o problema

O cliente cobra o consultor de uma determinada pendência e ele diz: “Ah, isso já passei faz tempo para o pessoal lá na consultoria!”, ainda diz com tom de quem não tem mais nada a ver com o assunto, esquece que ele é a empresa no cliente…
15 - Muito brincalhão

Tem sempre uma piadinha pra tudo. Acaba não sendo mais levado à sério pelo cliente…

16 - “Maria vai com as outras

Os funcionários do cliente brincam durante o expediente e o consultor vai na onda deles, esquece que dele se espera muito mais dele pois está ali por um tempo programado, e geralmente caro.

17 - Espertão, gosta de fazer média

Assume problemas “por fora” com o cliente, com o intuito de fazer média: “Olha, vou fazer porque é pra você hein, não fala com o pessoal da consultoria não, senão tô ferrado!”. Mais cedo ou mais tarde essa esperteza vem à tona, então adivinha o que acontece depois…



Por: Vinicius Nogueira
Fonte: www.consultores.com.br

Resumo 04: Artigos IX Jornada Cientifica

Os artigos da IX Jornada Cientifica, aborda temáticas diferentes, são elas: O Secretário Executivo enquanto Consultor Empresarial (De: Ângela Rosa de Lima), Os entraves que dificultam o profissional de Secretariado Executivo Bilíngüe falar em público (De: Camila Borges), e Secretariado para Assuntos Internacionais: A Profissão Focada em Novas Relações (De: Ana Paula Calabrez). Os artigos ressaltam a profissão de Secretariado como profissional altamente capacitado, com capacidade de capacidade de gerenciar diferentes funções empresariais, com pensamentos estratégicos e com uma comunicação eficaz exatamente como um consultor, bem como profissional capacitado ás funções diplomáticas, como Relações Internacionais. Porém um dos artigos destaca um outro lado que pode ser notado em alguns alunos de SEB, a dificuldade em falar em público: “Os alunos de Secretariado Executivo Bilíngüe possuem uma intranqüilidade ao falar em público por carregarem em seu currículo um modelo passivo de aprendizagem. Também carregam o medo da crítica de outras pessoas. Seus problemas emocionais ou físicos impossibilitam a desenvoltura na oratória. Enfrenta problemas de baixa auto-estima achando que não darão conta antes mesmo de começarem a falar. Comunicação prejudicada pela ansiedade e inibição. Insegurança quanto à comunicação verbal e não-verbal.”

Resumo 03: Texto: A Ascensão da Carreira de Profissionais de Secretariado Executivo a Cargos de Gestão em Salvador

O texto inicia fazendo referência á mudança no perfil do profissional de Secretariado, e em seguida especifica a atuação do profissional na cidade de Salvador. O profissional se qualifica, e ganha experiências na área administrativa, conforme ás exigências do mercado. “O Secretário é totalmente polivalente, assessor, próativo,flexível, responsável, tem bom senso, iniciativa, competência, postura profissional, dinamismo, agente facilitador e tantos outros predicativos.” Com reconhecimento, o secretário busca novos desafios e metas, passando o perfil profissional da área operacional para áreas estratégicas, atuando como gestores, em organizações públicas e privadas. “ Desta forma o perfil do profissional de SEB, exige uma postura aberta ás inovações, para que o mesmo, se adapte seja na função de gestor e/ou consultor, pois competência para atuação nos cargos o Secretário Executivo tem

Texto original de: Andréia Sena, Maria Gabriela Souza Caetano, Rosaide Rosa de Souza Lopes

Resumo 02 Texto: O Profissional de Secretariado Executivo como gestor estratégico

O Texto faz menção á força e o reconhecimento que a profissão de Secretariado Executivo vem ganhando nos últimos tempos, um multi-profissional altamente preparado: o assessor, o gestor, o empreendedor o consultor, capacidades voltadas ao profissional de SEB. Porém quanto, mais conhecimento adquirido, maior a cobrança profissional, daí a necessidade de renovar-se , informar-se e capacitar-se sempre. Pois o mercado de trabalho procura profissionais que consigam agir como facilitador dos problemas gerenciais, cabe ao profissional de SEB que queira atuar como Gestor Estratégico algumas habilidades e competências como: a tomada de decisão, ser o agente de uma mudança, desenvolver uma visão estratégica, dentre outras. Cabe lembrar que se tornar este Gestor Estratégico não é uma tarefa fácil, além das competências e habilidades, já citadas, o profissional deve ter ainda conhecimento do negócio em que atua, comprometimento, flexibilidade, ter foco, iniciativa e competência. “No atual cenário organizacional, o principal papel do Profissional de Secretariado Executivo é saber relacionar suas competências e os recursos que as empresas detêm, a fim de garantir a criação de uma vantagem competitiva sustentável”.(Hisdorf 2003)

Texto original de: Fátima Soares

Resumo 01:Texto: Secretária como Prestadora de Serviços

O Texto faz referência ao profissional de Secretariado Executivo como prestador de serviço. O profissional de Secretariado, percebe uma realidade altamente tecnológica, e com novos e promissores campos de atuação, dentre eles a prestação de serviços e a consultoria, ramos este, explorado por profissionais de SEB, como uma alternativa de atuação no mercado de trabalho, atendendo às recentes mudanças organizacionais. a mudança no perfil da secretária executiva, que nos últimos anos tem sofrido modificações, é a peça fundamental para a inclusão do profissional de secretariado no mercado de serviços.O profissional de SEB que queira “assumir o desafio de se tornar prestadora de serviços ou consultora, mesmo sabendo que irá encontrar ainda dificuldades para obter do mercado o reconhecimento pelo valor de sua atuação, porém a partir do momento que demonstrar a importância, credibilidade e seriedade de seus serviços, com certeza alcançará
êxito em seus negócios”.

Texto original de: Cláudia Regina Zanon, Gislane Cristina Silva, Viviane Oliveira Carvalho, Cidália Gomes

segunda-feira, 12 de março de 2012

O sucesso da consultoria


Responda rápido: Qual é um dos maiores sonhos de todo brasileiro?

Se você respondeu realizar-se profissionalmente, está certo! E é para saber como conseguir isso que chamamos o consultor Marcelo Ortega, que vai dar dicas interessantes, ainda mais na área de vendas que é a especialidade dele.

Segundo Marcelo Ortega para alcançar o sucesso profissional é preciso ser uma pessoa de atitude positiva, preparada, pensar de forma visionária, ter pensamento estratégico, ter um plano de carreira, visão e um sonho. A pessoa bem sucedida de hoje e aquela que faz mais do que é pago pra fazer e é aquela que empreende em sua carreira, pensa em estudar e em ter melhores recursos pra fazer o quer. Senão fica igual a maioria – faz o básico e fica esperando que caia do céu – um cliente, uma promoção, um negócio, um resultado e aí não adianta.

O Catho Notícias perguntou se atuar na área de vendas no comércio é fácil? Marcelo respondeu que é bem difícil, porque muita gente está vendedor e não é vendedor, ser vendedor não é mais uma condição de um profissional que decidiu trabalhar em vendas, mas sim de todos. Todos os profissionais que andam por esse Brasil a fora estão vendendo alguma coisa, nem que seja a sua imagem.

Quem é o vendedor de sucesso? É aquele que estuda aquilo que a empresa dele tem, conhece o mercado em que ele atua, sabe convencer por argumentos certos e está preparado. É o profissional do século XXI que estuda o tempo todo porque sabe que a informação útil está em todos os lugares e consegue transformar essa informação em conhecimento. Vendedores bem preparados, que conhecem o cliente e que sabem se envolver são aqueles de maior sucesso – esses profissionais são os mais raros.Resolvemos caminhar pelas calçadas do maior centro financeiro de São Paulo, a Avenida Paulista, e descobrir com as pessoas o que, para elas, é sinônimo de sucesso?Segundo a recepcionista, Daiane Gange, “para uma pessoa ter sucesso na carreira é preciso focar em um objetivo seguro e correr atrás dele, ter metas e desafios. Já para o porteiro, Luciano Pereira, sucesso é sinônimo de atitude e desempenhar bem a função na qual a pessoa trabalha, além de gostar daquilo que faz.”Deixamos o consultor à vontade para que pudesse conversar com as pessoas e ele decidiu avaliar como está o atendimento no comércio.

Na opinião de Marcelo Ortega o atendimento é o que se destaca no mundo competitivo em que vivemos – qualidade similar, preços parecidos e ainda mais sendo copiados por outros concorrentes – é preciso ter um diferencial, vendedores e empresários precisam se ligar nisso.

Marcelo foi até uma loja de sapatos para perguntar para o vendedor Hélio Junior – Quando um cliente está disposto a comprar, você, antes de mostrar o produto, faz perguntas para ele? E que tipo de perguntas você faz? “Eu faço várias perguntas porque eu preciso saber o que ele precisa , qual é a sua necessidade. Porque se você me fala que quer um sapato preto e eu não te der algum argumento pra você levar o sapato – eu posso trazer 200 sapatos pretos e você não levará nenhum.”De acordo com Marcelo Ortega o vendedor Junior deu uma aula em vendas colocando alguns pontos que são fundamentais – primeiro o cliente sempre pode e está disposto a comprar, basta você não deixá-lo acuado, pressionado.

Saber atender, mas antes de atender é preciso entender e entender pra que é o sapato. Porque existem um monte de vendedores que praticam a “empurroterapia”, trazendo um monte de sapatos e quando sobem pra pegar as caixas de sapatos trazem modelos que eles, vendedores, gostaram, mas nem perguntaram para os clientes se eles tinham gostado.Infelizmente nem todos os lugares se mostraram preparados para atender aos anseios dos clientes.”Eu acho que o vendedor precisa conhecer o cliente – esse o ponto de partida. O vendedor precisa entender as necessidades e os anseios do cliente e não empurrar os produto de qualquer forma, isso é o que mais me aborrece.

Outra coisa é o vendedor conhecer o produto, saber as suas metas e tornar a experiência do cliente agradável”, ressalta Emílio Herrero Filho, administrador de empresas.Por fim, Marcelo Ortega nos fala: – “O elemento fundamental para o sucesso é saber vender idéias e saber ser uma pessoa de atitude positiva, tanto em vendas como na vida agente faz um paralelo – o que eu recomendo é que você seja uma pessoa feliz naquilo que faz e trabalhe naquilo que gosta e seja, sobretudo, um profissional de ação e de atitude positiva – pessoas de ação são aquelas que terminam o que começam.”

http://www.catho.com.br/carreira-sucesso/videos/consultoria-em-sucesso-profissional acesso em 12/03/2012




Os riscos de montar uma consultoria


Veja os oito aspectos que os executivos precisam considerar antes de ingressar na carreira de consultor

Bart Perkins*

Publicada em 29 de janeiro de 2009 às 12h08


Como resultado direto das turbulências econômicas, muitos executivos que atuam na área de TI tem perdido empregos estáveis e, ao que tudo indica, essa situação ainda deve piorar nos próximos meses. Sem muita opção de encontrar uma nova vaga nas empresas, muitos profissionais começam a avaliar a possibilidade de montar uma pequena consultoria.

Esse tipo de negócio, no entanto, representa um risco. Isso porque, na maior parte dos casos, as consultorias de pequeno porte não têm estabelecido uma carteira de clientes, metodologias e processos administrativos. Pior, não apresentam recursos necessários para capacitação.


Oferta de serviços


As pequenas consultorias de sucesso precisam oferecer um pequeno número de serviços, mas de muito alta qualidade. Deve-se focar em um determinado setor ou oferta no qual a equipe tem bastante expertise. Ou seja, vale resistir à vontade de dizer aos potenciais clientes que sua empresa pode endereçar qualquer necessidade de TI.


Desenvolvimento de negócios

Nenhuma consultoria existe sem clientes. Mas a maioria das empresas de pequeno porte não tem cuidado na hora de analisar o público-alvo. De forma geral, quando um profissional inicia um negócio, os próprios amigos o contratam. Isso até ajuda a dar início à operação, mas não cria uma companhia sustentável.

As verdadeiras empresas de sucesso precisam identificar oportunidades de negócio e fechar acordos com clientes que elas ainda não conhecem. Assim, se você odeia ser vendedor ou não consegue imaginar a possibilidade de fazer ligações para estranhos, esqueça o trabalho em uma pequena consultoria.

Fique atento às expectativas

Executivos que viram consultores algumas vezes querem oferecer conselhos baseados na sua própria experiência. Mas as consultorias que vão sobreviver a longo prazo devem trabalhar com uma abordagem verdadeiramente consultiva. Ou seja, até podem usar a experiência dos profissionais, contudo, precisam identificar as necessidades reais dos clientes para criar soluções e recomendações baseadas em análises rigorosas. Isso inclui, principalmente, dar atenção aos detalhes.

Defesa das idéias

Na maior parte das grandes organizações, os gerentes de nível médio se negam a implementar algumas idéias dos seus superiores. Com base nisso, as consultorias pequenas precisam ficar atentas para não impor suas idéias e, sim, vendê-las. Isso exige uma integração com o cliente e flexibilidade para modificar os objetivos iniciais. O ego não pode prevalecer.

Delegar

Pelo fato de uma pequena consultoria trabalhar com uma equipe limitada e, dificilmente, contar com o apoio de consultores menos experientes ou com uma equipe administrativa, delegar pode não ser uma opção viável. Com isso, os consultores precisam ter habilidades com Excel e PowerPoint, bem como devem saber escrever seus próprios relatórios.

Status


As pessoas que escolhem trocar um cargo executivo pelo trabalho em uma pequena consultoria perdem o status e os benefícios de uma grande organização. Assim, na maior parte dos casos, esses profissionais precisam aprender a trabalhar sem um assistente, em um escritório menor e com uma rede de computadores nem tão eficiente. Além disso, os jantares com clientes acabaram.

Na prática, isso pode gerar um desapontamento para os profissionais, os quais precisam adequar suas atitudes e objetivos a esse novo cenário.

Impacto financeiro

Com equipes enxutas, as consultorias menores só conseguem ser rentáveis quando os profissionais estão trabalhando em projetos que vão trazer resultados financeiros. No entanto, essas empresas precisam estar preparadas para enfrentar períodos de poucas demandas e, por consequência, dinheiro limitado para pagar empregados e fornecedores. O que exige estar bem preparado financeiramente.

Estratégia de saída

Consultorias menores, muitas vezes, são organizadas com base no estilo de vida dos proprietários. Com isso, se a empresa é administrada por profissionais jovens, pode ser baseada em oportunidades e desafios. Ou, o contrário, se o sócio for mais conservador, pode representar um lugar mais austero.

Assim, antes de aceitar o convite para trabalhar em uma pequena consultoria, entenda o perfil de quem dirige o negócio e veja se faz sentido, ou não, com seus objetivos.



Bart Perkins é gerente de parcerias da Lousiville, empresa norte-americana especializada em ajudar as organizações a investir melhor na área de TI

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Top WordPress Themes