2leep.com

quinta-feira, 24 de março de 2011

Estudantes protestam no Congresso por investimentos em educação

Estudantes protestam no Congresso por investimentos em educação
24 de março de 2011 • 11h58 • atualizado às 13h06


Elaine Lina
Direto de Brasília


Jovens ligados à União Nacional dos Estudantes (UNE) e à União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) realizaram um protesto na manhã desta quinta-feira em frente ao Congresso Nacional, em Brasília. O grupo defende a utilização de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para investimentos em educação.

Além disso, os manifestantes voltaram a defender uma nova votação para o projeto de lei que destina 50% do fundo social do pré-sal para investimentos na área educacional.

De acordo com a Polícia Militar, pelo menos 2 mil estudantes participaram do protesto. Um grupo saltou de paraquedas no gramado do Congresso e dezenas de jovens entraram no espelho d'água. A segurança foi reforçada no local e as visitas, suspensas.

A mobilização teve início por volta das 9h, quando os estudantes percorreram a Esplanada dos Ministérios.

Plano Nacional de EducaçãoNa quarta-feira, o ministro da Educação, Fernando Haddad, esteve na Câmara dos Deputados e defendeu os investimentos de 7% do PIB na área, o que, segundo ele, é suficiente para cumprir as metas do novo Plano Nacional de Educação (PNE), de R$ 80 bilhões.

O PNE estabelece 20 metas educacionais que o País deverá cumprir até o fim da década. Na terça-feira foi criada na Câmara dos Deputados uma comissão especial para discutir o projeto de lei enviado pelo Executivo. Um dos pontos polêmicos e que deverá ser alvo de emendas é justamente o que define um percentual mínimo para investimento na área. Além dos estudantes, alguns parlamentares e entidades querem que o patamar incluído no PNE seja de 10%.

2 comentários:

Blog da Luh RC disse...

Eu acho certo, os estudantos lutarem pelo o quê acreditam, pois se não fizerem isso, o país não irá para frente se deixarmos nas mãos dos políticos corruptos.
Temos que correr atrás do que acreditamos, pois só assim alcançaremos o que almejamos.

pedro disse...

Realmente carece maiores inventimentos na educação, assim como na saúde, segurança e a tudo que competiria as nossas necessidades básicas e nos proporcionaria bem estar. Infelizmente a prática não acompanha a teoria e nós, estudantes, cidadães, batalhadores que merecemos um lugar ao sol, somos esquecidos e deixados de lado. Tal negligência deixa as pessoas revoltadas a ponto de sentirem a necessidade de se rebelarem.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Top WordPress Themes